SERGOMIL L60

APLICAÇÕES

A sua aplicação está projetada para nutrir e transportar o cobre para rotas de biossíntese de substâncias de defesa (fitoalexinas), criando resistência sistêmica induzida, reduzindo os efeitos de estresses edafoclimáticos.

  • Baixa dose de cobre: menos resíduos.
  • Menor risco a resistência.
  • Vários mecanismos de ação.
  • Maior vigor de plantas.
  • Maior resistência ao stress.

DOSES

• Soja: 600 mL/ha, em V4 e outra em R3. Milho: 600 mL/ha, aplicar em V8 em diante. Trigo: 600 mL/ha, no perfilhamento e outra na folha bandeira. Cana de açúcar: 500  700 mL/ha, no perfilhamento e outra antes de fechar das ruas de plantio. Café: 1  2 L/ha, fazer duas ou três pulverizações na safra e uma em pós colheita. Algodão: 500 mL/ha, na fase vegetativa e depois da floração. Feijão: 600 mL/ha entre V4 até R6.